A importância da tarefa de casa

 

O processo de aprendizagem é complexo, dinâmico e envolve diversas etapas, destacando-se, entre elas, o desenvolvimento de habilidades e competências; comportamentos; conhecimentos diversos e valores que, ora vão sendo adquiridos, ora vão sendo modificados. Isso decorre, entre outros fatores, das experiências que os alunos vivenciam, da formação que recebem ao longo do tempo, da sistematização e do resultado de estudos. Também se dá através do raciocínio, da observação e da rotina diária que rege a vida escolar deles. Essa rotina de estudos ultrapassa o ambiente escolar e, definitivamente, não pode acabar quando as aulas formais terminam. Assim, as atividades de casa são ferramentas usadas para que os alunos se submetam a desafios fora da escola. Desse modo, além de ajudá-los a fixar os conhecimentos trabalhados, as tarefas contribuem para o estabelecimento de uma rotina sistematizada e para a construção da autonomia do aluno.

Convém lembrar que, no momento dessas atividades, o aluno deve ser orientado pelos pais e/ou responsáveis, dependendo da faixa etária em que se encontre. Para tanto, os estudantes devem ter um espaço adequado, os horários estabelecidos e, se necessário, algum apoio para a realização dos exercícios, trabalhos e pesquisas.

Como educadora, posso afirmar que as atividades de casa agilizam e complementam o processo de ensino-aprendizagem, contribuindo diretamente para a formação da disciplina e da autonomia dos aprendizes. Favorecem, também, momentos de interação familiar e o crescimento pessoal, assim como o senso de responsabilidade do indivíduo. Devemos, portanto, ver a tarefa de casa como parte (fundamental!) da consolidação das aprendizagens do estudante.

 

Grande abraço!

Tia Manu

 

Manuela Lopes, professora do Ensino Fundamental do Colégio Saber Viver.

 



Deixe um Comentário